sexta-feira, 8 de agosto de 2008

Uma Flor




Uma flor



Como crescem os silêncios
Após anoitecer,
Cresce a cada dia
a vontade de lhe ver.

Como renova-se o verde
Após no inverno perecer,
Renova-se em mim a poesia:
Um jardim.

E para ela
Uma flor
Amarela por seus cabelos.


Juliano Berquó Camelo


Dedicado à Maíra.

"Renova-se em mim.."

3 comentários:

maira disse...

vc ainda me mata, menino!!!
já disse que é lindo..que eu adorei demais.. já chorei..já te agradci ;)... já disse que te amo... que vc é td pra mim... acho q não falta mais nada..
se faltar, deixa pra mais tarde..
bjosss

Anderson de Oliveira disse...

Bela dedicatória, Berquó!
Você é sim abençoado, meu amigo poeta... nas letras que dedica, e no próprio amor! Ame sim, como somente os poetas amam.. Nós poetas somos únicos ao sentir e descrever a arte de amar.
Parabéns!
Abração!

Anderson de Oliveira disse...

Ah, e em breve estarei la no meu, postando alguma coisa interessante... mando pela sala da comuna e por um recado no teu orkut...
Abraço meu amigo poeta!